Scroll Down

Programa Valorizar

O Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino, é um programa de apoio ao investimento na qualificação do destino turístico Portugal.

Este Programa define os termos e condições de concessão de apoios financeiros a projetos de investimento e a iniciativas que tenham em vista a regeneração e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo, a valorização turística do património cultural e natural do país, promovendo condições para a desconcentração da procura, a redução da sazonalidade e a criação de valor.

Com este programa de apoio ao investimento na valorização de Portugal, enquanto destino turístico, pretende-se dotar os agentes da área do turismo de um novo instrumento financeiro que crie condições para potenciar e melhorar a experiência turística.

Os projetos e iniciativas suscetíveis de apoio são definidos em linhas de financiamento específicas.

Neste momento, encontram-se disponíveis as linhas de apoio:

– Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior
– Linha de Apoio ao Turismo Acessível
– Linha de Apoio a Projetos Wifi em Centros Históricos

Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior

Esta Linha tem como principal objetivo o apoio ao investimento a iniciativas/projetos com interesse para o turismo, que promovam a coesão económica e social do território.

Enquadram-se nesta Linha de Apoio as seguintes tipologias de projetos e iniciativas:

a) Projetos de valorização ou incremento da oferta de Cycling & Walking, nomeadamente no contexto dos percursos cicláveis, pedonais e de fruição espiritual, que concorram para o posicionamento internacional de Portugal como destino competitivo para a prática destas atividades;

b) Projetos de valorização do património e dos recursos endógenos das regiões ou de desenvolvimento de novos serviços turísticos com base nesse património e nesses produtos, nomeadamente no contexto do turismo cultural, termal, equestre, gastronómico, de natureza, militar e ferroviário, que contribuam para o reforço da atratividade de destinos de interior ou para a dinamização de cross-selling regional;

c) Projetos de desenvolvimento de atividades económicas do turismo ou com relevância para o setor, assim como de valorização e de qualificação das aldeias portuguesas, tendo em vista a melhoria da sua atratividade e da experiência turística nestes espaços;

d) Projetos que tenham em vista a estruturação de programas de visitação turística em destinos de interior;

e) Desenvolvimento de calendários de eventos com potencial turístico e com impacto internacional realizados nos territórios do interior ou com impacto nesses territórios.

As candidaturas à Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior podem realizar-se até 31 de Dezembro de 2017.

Linha de Apoio ao Turismo Acessível

Linha de apoio ao financiamento de projetos de Empresas (empreendimentos turísticos, restaurantes, animação turística, agências de viagem) e de Entidades Públicas (municípios, entidades regionais de turismo, gestores de museus e monumentos) para adaptações físicas e de serviço, de modo a tornarem a oferta turística acessível a todos.

A Linha de Apoio ao Turismo Acessível prevê apoio financeiro de 90% do investimento até ao limite de 200 mil euros por projeto.

Linha de Apoio a Projetos Wifi Em Centros Históricos

Com uma dotação de 1 milhão de Euros, destina-se a financiar projetos promovidos por Câmaras Municipais e Entidades Regionais de Turismo.

Tem um limite máximo de incentivo de €50.000 por projeto, com apoio até 90% das despesas elegíveis, incentivo não reembolsável, encontrando-se aberta até final de 2017.

O projeto Portugal Wifi visa dotar os centros históricos das localidades portuguesas e as zonas de maior afluxo turístico de redes sem fios que permitam aos turistas utilizar wifi de forma gratuita e aceder a conteúdos informativos que maximizem a sua experiência no destino.

A simplicidade e rapidez no acesso a conteúdos informativos durante a viagem assumem uma importância cada vez maior para os turistas. Por outro lado, é também relevante facultar às empresas plataformas ágeis para o desenvolvimento de novas oportunidades de negócio e de conhecer melhor os seus clientes. Promover a conetividade desses turistas com o destino e com os prestadores de serviços locais é, por isso, essencial.

Para além do objetivo turístico, este projeto visa também contribuir para o desenvolvimento de smart cities e de formas mais sustentáveis de gestão das cidades e dos seus recursos, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e para o desenvolvimento económico.

 

Artigos Relacionados

Skip to content